Terapia Cognitivo-Comportamental - Ipecs

Terapia Cognitivo-Comportamental

11-07-15 admin 0 comentário

Terapia Cognitivo-Comportamental

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é uma forma de psicoterapia que se baseia na forma como o indivíduo interpreta os eventos. Esta interpretação, por sua vez, interfere no comportamento e emoção (Beck, 1997). Há uma interação recíproca entre pensamentos, sentimentos, comportamentos, fisiologia e ambiente e qualquer modificação em um desses componentes pode provocar mudança nos demais (Knapp, 2004).
A TCC trabalha com três níveis de cognição: crenças centrais (as idéias e conceitos mais enraizados sobre nós mesmos, sobre os outros e o mundo e que são incondicionais), crenças intermediárias (as regras, padrões, normas e atitudes que guiam nossa conduta) e pensamentos automáticos (cognições ativadas por eventos externos ou internos; ocorrem milhares de vezes diariamente; são involuntários e, na maioria das vezes, não são percebidas de forma consciente) (Beck, 1997).

A TCC requer uma forte aliança terapêutica, é colaborativa, psicoeducativa, focal, com sessões estruturadas e utiliza uma variedade de técnicas para modificar os pensamentos, humor e comportamentos (Beck, 1997). Pode ser aplicada em vários contextos e nos mais diversos transtornos psicológicos (Rangé, 2011).

Beck, J. (1997). Terapia cognitivo comportamental: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed.

Knapp, P. (2004). Terapia cognitivo-comportamental na prática psiquiátrica. Porto Alegre: Artmed.

Rangé B (org) (2011). Psicoterapias cognitivo-comportamentais: um diálogo com a psiquiatria. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed.



Deixe uma resposta